07/03/2022 às 17h43min - Atualizada em 08/03/2022 às 00h01min

Você sabe por que o ovo é um super aliado na alimentação e nutrição dos idosos?

Um super alimento na alimentação dos idosos.

SALA DA NOTÍCIA Instituto Ovos Brasil
www.ovosbrasil.com.br
Retirada da Internet
Já comentei em uma outra publicação que só pelo fato de o ovo ser um alimento de sabor neutro ele pode ser utilizado para o preparo de receitas doces e salgadas, que facilitam a sua utilização no dia a dia.

Assim, o ovo pode ser utilizado na forma de suflê e pode ser acrescido na sopa tornando a preparação mais nutritiva e proteica. Para aqueles que gostam de um mingau, a gema é bem-vinda e o merengue, preparado com a clara, é uma forma atrativa de sobremesa proteica. Mas, de acordo com a nutricionista de Instituição de Longa Permanência do Idoso (ILPI), Gláucia Conzo, a forma de consumo preferida pelos idosos é o ovo frito.

A textura macia do ovo é um outro atributo, pois facilita a mastigação e deglutição pelo idoso, independente da utilização ou não de prótese, e isso evita engasgos. E você caro leitor, que já entrou para a casa dos sessenta pode estar se perguntando “ora essa, engasgos?”.

Sim! Temos hoje uma população acima de 80 anos, que, em 2020, passou dos 4 milhões, e que, em 1950, era de 153 mil. Todos eles merecem cuidados especiais a cada dia que passa.

Pensando em cuidados especiais, o ovo é uma fonte importante de proteína, de fácil digestibilidade e por isso seu consumo é tão importante para atender a demanda de 1,2 g/kg diária e contribuir com a manutenção de massa magra. Entretanto, é importante deixar claro que a prática de atividade física também é fundamental.

Com o passar do tempo, o idoso tem um declínio cognitivo natural do processo de envelhecimento, e a colina, uma vitamina do complexo B, é um ingrediente fundamental para todas as células, que têm sua deficiência relacionada a esteatose hepática. Estudos mostram que as populações dos Estados Unidos e do Canadá não consomem as quantidades de colina necessárias para atender a demanda do organismo.

Quando o assunto é função cognitiva, a colina é precursora de acetilcolina, responsável pela transmissão do impulso nervoso e da fosfatidilcolina, responsável pela integridade da membrana e manutenção da estrutura e função cerebral. Existem evidências de que a ingestão de colina nos 1000 dias de vida influencia o organismo e a cognição ao longo da vida.

Entretanto o consumo de colina ao longo da vida é fundamental pelo fato de haver uma alteração na absorção da pessoa idosa. O ovo, rico em fosfatidilcolina, tem muito a colaborar com a memória, já que é uma grande fonte deste nutriente.

É importante considerar que as demais vitaminas do complexo B presentes no ovo (B1, B2, B3, biotina, ácido pantotênico, vitamina B12) atuam sinergicamente e melhoram a condição do indivíduo.

O mesmo ocorre com as vitaminas lipossolúveis (A, D, E, K), que fazem parte deste conteúdo nutritivo que é a gema, tão importante para a nutrição destes “super idosos”. Em se tratando de vitamina D, fundamental na saúde desta população, está presente no ovo e é importante considerar que ele é um alimento de fácil acesso e contribui com a nutrição do idoso.

A gordura presente na gema composta por uma grande quantidade de ácidos graxos mono e poliinsaturados, que são aliados do coração, favorece a absorção dos carotenoides luteína e zeaxantina, que apresentam função antioxidante e protegem os olhos da luz. Além disso, a revisão sistemática indica que os carotenoides suplementados teriam impactos positivos nas funções cognitivas em diferentes faixas etárias.


Que o ovo é um alimento rico em nutrientes nós não temos dúvidas, mas não comemos nutrientes. A alimentação é feita com aromas, sabores, saberes, memórias afetivas que fazem toda a diferença no dia a dia das pessoas.

Lúcia Endriukaite, nutricionista do IOB



Referências:

Alves, JED. Envelhecimento populacional continua e não há perigo de um geronticidio, 20/06/2020 Envelhecimento populacional continua e não há perigo de um geronticídio. Artigo de José Eustáquio Diniz Alves - Instituto Humanitas Unisinos - IHU – acesso em 21/12/21


Wallace TC. A Comprehensive Review of Eggs, Choline, and Lutein on Cognition Across the Life-span, Journal of the American College of Nutrition, DOI: 10.1080/07315724.2017.1423248

LOPEZ-SOBALER, Ana M et al. Importancia de la colina en la función cognitiva. Nutr. Hosp., Madrid, v. 37, n. spe2, p. 18-23, 2020. Disponível em http://scielo.isciii.es/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0212-16112020000600005&lng=es&nrm=iso. accedido en 23 dic.  2021. Epub 28-Dic-2020.  https://dx.doi.org/10.20960/nh.03351

Biodisponibilidade de nutrientes/ organização Silvia Maria Franciscato Cozzolino.-6. Ed. atual. Eampl.-Barueri- SP:Manole,2020

Bekdash RA. Neuroprotective Effects of Choline and Other Methyl DonorsNutrients. 2019; 11(12):2995. https://doi.org/10.3390/nu11122995

Nouchi R, Suiko T, Kimura E, Takenaka H, Murakoshi M, Uchiyama A, Aono M, Kawashima R. Effects of Lutein e Astaxanthin Intake on the Improvement of Cognitive Functions among Healthy Adults: A Systematic Review of Randomized Controlled Trials. Nutrientes. 2020; 12(3):617. https://doi.org/10.3390/nu12030617

 

 





Sobre o Instituto Ovos Brasil


O Instituto Ovos Brasil é uma entidade sem fins lucrativos criada em 2007 com objetivo de esclarecer a população sobre as propriedades nutricionais do ovo e os benefícios que este alimento proporciona à saúde, além de desfazer mitos sobre seu consumo. O IOB tem atuação em todo o território nacional e hoje é referência em informação sobre ovos no Brasil.

Realiza a promoção do alimento ovo diariamente. Entre em contato e solicite materiais (formato impresso e digital), palestras e, para mais esclarecimento sobre o mundo do ovo, acesse o nosso site: www.ovosbrasil.com.br.

 

Sugestões e mais informações:

Eduardo Valença
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp