17/03/2022 às 17h08min - Atualizada em 18/03/2022 às 00h01min

Após crítica da APAER, secretaria de Agricultura amplia convocação e chama 213 aprovados em concurso

Estado havia anunciado, inicialmente, 118 vagas, número insuficiente para garantir atendimento aos agricultores, segundo a APAER

SALA DA NOTÍCIA Redação
https://apaer.org.br
Divulgação
 

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo (SAA) ampliou para 213 o número de vagas que serão preenchidas por profissionais aprovados em concurso público. No último dia 10, um despacho publicado no Diário Oficial anunciava a convocação de apenas 118 concursados, número que foi criticado pela Associação Paulista de Extensão Rural (APAER).

 

A nova publicação traz o nome dos convocados e as funções que serão desempenhadas. São 4 vagas de Auxiliar de Apoio Agropecuário, 1 vaga de Oficial de Apoio Agropecuário, 152 vagas de Assistente Agropecuário, 26 vagas de Agente de Apoio Agropecuário, 14 vagas de Técnico de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica, 5 vagas de Técnico de Apoio Agropecuário, 3 vagas de Oficial de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica e 8 vagas de Assistente Técnico de Pesquisa Científica e Tenológica.

 

O concurso para a SAA foi realizado em 2017 e o prazo final para convocar os aprovados termina neste mês.

 

"Está muito longe das necessidades para a prestação de um serviço público de qualidade para  um setor que é estratégico para a produção de alimentos e a segurança alimentar de toda a população", alerta Antônio Marchiori.

 

Segundo a APAER, o quadro da secretaria foi reduzido à metade nos últimos anos. Em todo Estado, são mais de 300 mil pequenas propriedades, que dependem do serviço de extensão rural público e gratuito.

 

"Com o vencimento deste concurso é urgente a realização de novo concurso público, que possa trazer para o corpo do Estado profissionais competentes e preparados para atuar na produção de alimentos junto à agricultura familiar e às comunidades tradicionais", reforça.

 

A APAER defende priorizar em novos concursos carreiras de extensionistas da CATI, que atuam diretamente no atendimento aos agricultores, e fiscal agropecuário, responsável pelas inspeções em indústrias de alimentos, comércio de insumos agrícolas e de mudas. Outra carreira prioritária, segundo Antônio Marchiori, é a de pesquisadores científicos, que atuam em diferentes secretarias, incluindo o Instituto Butantan, que produz uma das vacinas contra a covid-19, e os Institutos de Pesquisa, responsáveis pelo trabalho de diagnóstico e  sequenciamento do coronavírus.

 

Em nota divulgada recentemente, a Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APqC) lamentou a quantidade de aprovados convocados pelo Estado para atuar nos Institutos de Pesquisa. Segundo a entidade, apenas para o cargo de Técnico de Apoio há 734 vagas abertas e mais 881 cargos não preenchidos de Oficial de Apoio.

 

"São carreiras que precisam ser de Estado, principalmente por reunir conhecimentos adquiridos ao longo de muitos anos e que não podem se perder quando um servidor se aposenta", argumenta Marchiori. "Outro ponto importante é a garantia de um serviço público e gratuito de qualidade, como prevê a constituição do Estado de São Paulo".

 

Mais informações: 

https://apaer.org.br


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp